quarta-feira, 28 de janeiro de 2009


Homens estão mais vaidosos e consumistas

1


Pesquisando encontrei esse artigo, que com serteza, não passa da mais pura verdade, leiam:

Brasileiros gastam cerca de 26% mais que as mulheres nos cartões de crédito. Setor de cosméticos masculinos cresceu 93% em cinco anos

Há mais ou menos 15 anos, o administrador de empresas Carlos Eduardo Villacham, 40, conheceu e usou um shampoo suíço. A fórmula à base de mentol deixou uma sensação refrescante após o banho. Depois de procurar um produto semelhante nos supermercados e não encontrar, ele sugeriu à esposa, a empresária Marcelle Sultanum, que criasse algo parecido. A sugestão foi atendida e a linha Fresh de shampoo, condicionador e antiqueda produzidas para os homens é um sucesso de vendas na Rishon Cosméticos.
Carlos Eduardo é um dos consumidores masculinos que se preocupam com a aparência, saúde e qualidade de vida, entrando para as estatísticas de participação dos homens de um mercado bem próximo das mulheres. Uma pesquisa do Ibope Inteligência mostra que os homens brasileiros gastam cerca de 26% a mais que as mulheres nos cartões de crédito. Dados da Associação da Indústria de Higiene Pessoal e Cosméticos (ABIHPEC) apontam que o mercado brasileiro de cosméticos masculinos cresceu 93% nos últimos cinco anos, com um faturamento anual de R$ 1,94 bilhão.
Há dez anos, um a cada 100 homens usava algum tipo de cosmético. Hoje, a proporção é de um a cada 15. Perfumes e colônias são os mais procurados, mas produtos para cabelo e cremes hidratantes tem avançado na preferência. "Hoje os homens se preocupam mais com a vaidade, a saúde e outras atividades comuns às mulheres, até por que elas ganharam espaço no mercado de trabalho e agora já não têm mais tanto tempo", defende Carlos Eduardo. O Brasil ocupa hoje a segunda posição no ranking mundial do segmento.
Centros de estética, supermercados, salões de beleza, feiras e cursos de culinária. Some-se a isso independência ao escolher as próprias roupas e uso do cartão de crédito para pagar quase todas as despesas. O certo é que eles invadem o território feminino. A disputa pode até não ser das mais justas, mas a participação masculina no mercado consumidor cresce a cada ano.
"O que temos detectado é uma procura maior dos homens por produtos apropriados de beleza e cuidados pessoais. Além disso, percebemos a independência, onde eles não deixam mais que as mulheres, por exemplo, comprem suas roupas", ressalta Marcelle Sultanum. Segundo ela, cerca de 15% do faturamento de sua empresa são referentes ao público masculino.
Fenômeno - Em Pernambuco, a realidade também é uma prova de que os homens não têm mais tanto receio em assumir atividades e hábitos restritos às mulheres. A esteticista e empresária Rosani Senna, proprietária de uma centro de beleza em Olinda, comprova o fenômeno. "Os homens têm perdido o receio de se cuidar mais e procuram produtos especialmente produzidos para eles", diz. Ela revela que 20% dos seus clientes são homens e procuram serviços como limpeza de pele, reflexologia podal (massagem nos pés) e depilação (das costas e do tórax). Gastam, em média, R$ 60 a cada visita.
O estudo do Ibope Inteligência também mostra um crescimento surpreendente do público masculino que encara as compras no supermercado. Os números revelam que aproximadamente 44% do homens brasileiros vão às grandes redes à procura de boas marcas e produtos com sabores requintados na hora de preparar as refeições. Quando se trata de compras na internet, os homens gastam 50% a mais que as mulheres.

Fonte: Diário de Pernambuco.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Aline disse...

Ah eu não tenho muito costume de comprar pela internet não só cds e livros que compro!!!

beijossss

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

Confira meu NOVO Folheto Virtual!